Loader Logo Pauta
Fechar

Prestes a finalizar última etapa, Estação Campos de Canella já é uma das maiores empregadoras da cidade

16 de dez . 2019

Mais do que elevar a autoestima dos canelenses, a Estação Campos de Canella também mexeu com a economia da cidade. Em contagem regressiva para finalizar a última etapa das obras que entrega 42 lojas no coração de Canela, o empreendimento já é um dos maiores empregadores da região. 

Até o momento, dez operações funcionam no complexo turístico totalizando pelo menos 70 empregos indiretos. Somente em funções diretas, o empreendimento já preencheu 90 postos de trabalho, boa parte deles de moradores da cidade. 

Presente desde o primeiro dia no canteiro de obras, em 2017, a estudante de engenharia Júlia Zarth, 20 anos, é uma delas.  “Fazer parte desse projeto é algo imensurável para mim. Desde pequena vi a estação abandonada, sendo invadida e destruída. Quando surgiu a oportunidade, de não só fazer uma revitalização, mas sim mudar o rumo da cidade em que nasci, foi gratificante demais. O turismo da cidade melhorou muito, mas minha felicidade mesmo é ver o olhar de cada morador que passa por aqui e assim vê a evolução de Canela e se sente acolhido aqui”, analisa a estudante. 

Com a abertura de novas operações previstas para até o fim do primeiro trimestre de 2020, a expectativa é de que 200 pessoas sejam empregadas graças ao projeto. 

“Além de ser uma das maiores empregadoras da cidade, é importante destacar que os impostos recolhidos na Estação Campos de Canella ficam 100% em Canela”, destaca Alfredo Schaffer, gerente administrativo do empreendimento. 

Muitas novas vagas de trabalho devem ser criadas nas próximas semanas, quando a última etapa do projeto, que inclui a inédita Rua Coberta de Canela, será finalizada e novas lojas irão abrir as portas. 

Inaugurada em 31 de janeiro deste ano, a Estação Campos de Canella é um bem-sucedido exemplo do modelo conhecido como PPP, Parceria Público-Privada, em que o poder público e a iniciativa privada juntam forças para viabilizar projetos. No caso do complexo turístico que revitalizou a antiga estação férrea de Canela transformando o espaço histórico em um centro cultural, comercial e gastronômico, a incorporadora Novalternativa ganhou a concessão da prefeitura municipal para explorar a área por 20 anos. 

Além de reunir marcas consagradas da região como a Casa de Lanches da Velha Bruxa e a fábrica de chocolates Florybal, o mix de lojas contempla ainda novidades como o restaurante Casa do Pinóquio, de Santa Catarina, e a marca de joias artesanais Costa da Luz, de Santa Maria.