Loader Logo Pauta
Fechar

11º Festival de Cultura e Gastronomia inicia na próxima semana

29 de ago . 2019

O 11º Festival de Cultura e Gastronomia está prestes a começar. A partir do dia 05 de setembro, Gramado reúne os melhores chefs e restaurantes para uma programação intensa com comida de rua, oficinas, jantares harmonizados e muitas atrações culturais. Este ano, o país homenageado é o Chile, e é de lá que vem a inspiração para a elaboração das mais diferentes receitas servidas durante toda a programação. A reunião de sabores, texturas e aromas promete belas experiências gastronômicas na cidade que já é considerada sinônimo de boa cozinha.

FESTINS
Os jantares harmonizados, já conhecidos como os tradicionais e disputados festins, receberão sete renomados chefs dos mais respeitados restaurantes chilenos. Restaurantes importantes e reconhecidos de Gramado sediam os encontros. Conheça os chefs convidados, a programação e agende-se:

05 de setembro, quinta-feira, 20h - Restaurante Malbec
O chef Carlos Mardones é quem comanda a cozinha do restaurante Macerado Viña Mar, de Viña del Mar, que conjuga intensidade com produtos originários de Casablanca, da região de Valparaíso. Mantendo a essência da comida caseira feita com cuidado, a casa é especialista em harmonizar os pratos com vinhos e espumantes da região.

06 de setembro, sexta-feira, 20h - Restaurante Josephina 
Considerado um dos melhores restaurantes do Chile, o Milla Milla está localizado na Vinã Vik, um refúgio de vinhedos. Entre paisagens deslumbrantes, o chef Rodrigo Acuña cozinha usando apenas ingredientes sazonais, orgânicos e de origem local porque acredita que a influência do terroir está presente em todos os alimentos e não apenas nas uvas da vinícola. A horta própria abastece a cozinha e quando são necessários produtos adicionais, o chef recorre às comunidades próximas.

08 de setembro, domingo, 12h30 - Bistrot Pastasciutta
O chef Federico Ziegler vem do Polvo Bar de Viños, de Santiago, primeiro bar de vinhos terroir. Ziegler é responsável também pela seleção da carta de vinhos, composta por mais de 100 rótulos, todos de pequenos produtores ou que refletem alguma característica do seu lugar de origem.

10 de setembro, terça-feira, 20h - Wood Hotel
Com mais de uma década de experiência em restaurantes na Europa e América do Sul, o chef Antônio Moreno está à frente da cozinha do restaurante Puerto Claro, de Valparaíso. Seus pratos são elaborados a partir de ingredientes da estação e produzidos na região, inspirados por receitas e sabores do mundo.

12 de setembro, quinta-feira, 20h - Castelo Saint Andrews
Talento em dose dupla. Os chefs Giuliano Olmos, do restaurante Domus Mare,    e Jorge Ruizde Viña del Mar, unem a experiência de décadas à frente de restaurantes de alto nível e em hotéis 5 estrelas na elaboração de pratos que combinam várias técnicas e sabores contemporâneos.  

13 de setembro, sexta-feira, 20h - Restaurante San Tao
Os chefs e amigos Paula Baéz e Cristian Gómez estão à frente do restaurante Tres Peces, de Valparaíso, especializado em frutos do mar. Depois de seus caminhos se cruzarem inúmeras vezes, decidiram abrir um restaurante, cuja principal característica é a pesca responsável, para promover os sabores chilenos. Todos os peixes, mariscos, crustáceos e algas têm origem conhecida.

14 de setembro, sábado, 20h - Restaurante Nonno Mio
O chef Nicolás Navarro está à frente do La Caleta, de Maitencillo, restaurante familiar criado nos anos 80 do século passado. A localização privilegiada, em frente à enseada dos pescadores em Maitencillo, garante o extenso cardápio de frutos do mar, mas que também conta com carnes e aves.


COMIDA DE RUA
Quem não quer apreciar a culinária dos mais charmosos restaurantes de Gramado, ao ar livre, com pratos inspirados na gastronomia do Chile e elaborados exclusivamente para o Festival de Cultura e Gastronomia? Além disso, também será possível encontrar as melhores cervejas e vinhos. A rua  Pedro Benetti recebe as bancas de comida e bebidas.

São mais de 20 restaurantes confirmados: Belle Vitrine, Bistrot Pastasciutta, Boreal, Cantina Pastasciutta, Casa Aveiro, Casa da Madre Gourmet, Casa Di Pietro, Colosseo, Confeitaria Zuckerhaus, Divino, Esperienza Bistrot, Filó Gourmet, Il Piacere, Josephina, Malbec, Nonno Mio, Nonno Mio Fast Gourmet, Rasen Platz, San Tao, Vittobella, White Fly. As opções salgadas têm preço único de R$ 30,00 e as doces de R$ 20,00.

Para os apreciadores de cervejas, as cervejarias Ambarina, Edelbrau, Farol, Grambier, Rasen, Traum e White Fly já têm espaços garantidos. Os vinhos ficarão por conta das vinícolas Boscato, Cris, Dunamis, La Charbonnade e Roberta Porto a Porto.

COZINHA EXPERIMENTAL
Este ano, a Cozinha Experimental tem nova localização. O espaço montado especialmente para receber todas as oficinas, concursos e workshops do festival será instalado na Praça Major Nicoletti, mais perto das bancas de comida de rua e aproximando o público da programação que é coordenada pelo SENAC - Gramado, parceiro do evento.

Toda a programação é gratuita, aberta ao público. São 40 vagas por oficina e as inscrições podem ser feitas na hora.  Em breve, será divulgada a programação completa. 


Selecionados os três finalistas do concurso Melhor Chef da Região das Hortênsias

A cozinha do curso de gastronomia do Senac Gramado foi o cenário para a prova que selecionou os finalistas do concurso Melhor Chef da Região das Hortênsias.Na manhã desta quarta-feira, 28, dez competidores apresentaram receitas cujo tema foi “A valorização de um insumo tradicional: o milho é a estrela”. A escolha do insumo como ingrediente principal faz alusão ao país homenageado, que nesta edição é o Chile. 

Três se destacaram e disputam a grande final na Cozinha Experimental do 11º Festival de Cultura e Gastronomia de Gramado, dia 14 de setembro. São eles: Cassiano Melo, do restaurante Nonno Mio, que apresentou o prato “Nhoque de milho doce no tucupi e salteado terra e mar”; Joceli da Silva, do Boreal Rasen Gastro Pub, que deu à receita o nome de “Trilogia de milho com camarões na manteiga”; e Thomas Cortinaz Silveira, do Wood Hotel Casa da Montanha, cujo prato foi batizado de Milharal. 

“O concurso tem como objetivo valorizar os chefs e pessoas que trabalham com a gastronomia da nossa região. Também é uma oportunidade para que os profissionais se desafiem porque precisam estudar sobre os pratos e sobre a gastronomia do país convidado”, avalia Daniela Barbosa, diretora do Senac-Gramado.

Os três chefs apresentam as mesmas receitas na grande final, mas antes tiveram a oportunidade de ouvir as sugestões do júri técnico, que indicou pequenos ajustes e correções, quando necessário. Os jurados da primeira fase foram o técnico em gastronomia e professor na UCS em Canela, Rodrigo Mylius, a professora de confeitaria no Senac Caxias do Sul, Vanessa Pacheco de Andrade, e o chef do restaurante Toro Gramado, Marko Culau, que consideraram para a avaliação se os pratos estavam de acordo com os critérios propostos, a limpeza dos pratos, harmonia da combinação, textura, sabores individuais, aparência, e estilo e criatividade. A final contará com a avaliação do chef senegalês Mamadou Sene, que se especializou em gastronomia na França e é professor no curso de gastronomia do Senac Porto Alegre e de mais dois chefs chilenos, que terão os nomes divulgados me breve.

Joceli da Silva, que preparou o prato com polenta brustolada, milho crocante e espuma de milho, diz que a expectativa é grande. “A gente sempre quer o primeiro lugar. Tenho coisas para corrigir, mas ainda dá tempo. Esse resultado faz bem pra gente, que trabalha a vida inteira nessa área. Estou muito feliz”, comenta. 

O concurso é uma promoção conjunta da Abrasel RS (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), do Senac Gramado e da Gramadotur